Quem pede, recebe

Lauda Um: Fazemos uso de anti-concepcionais e lutamos pelo Direito ao Aborto para divorciarmos sexo reprodutivo do sexo recreativo; pelo sexo não apenas matrimonial mas casual.

Lauda Dois: Reclamamos pois a mulher nos ultimos tempos passou a ser tratada como objeto; os homens só querem sexo recreativo; casual, não matrimonial.

Alguém consegue enxergar uma relação entre o que pedem e o que recebem?

Racismo Reverso

Na África do Sul, toda a retórica de “Dívida Histórica Racial” só serviu para uma coisa: Criar um “racismo reverso”; fazer com que brancos tivessem suas propriedades expropriadas pelo Governo para o pagamento da eterna “dívida histórica”, e como se não bastasse, serem expulsos do país onde nasceram e criaram suas famílias. De um país “dividido”, a África do Sul está se tornando um país unicamente negro, com brancos tendo de emigrar para sobreviver a uma legislação que os rouba e à violência que os mata. Continuem alimentando ressentimentos de séculos passados e o que terão será uma guerra eterna, meus amigos…

Ética Kantiana

Eu realmente espero que a fala de um Ministro do Supremo Tribunal Federal em palestra tenha sido, de algum modo, editada ou distorcida, pois em vídeo ele diz o seguinte: “Sou movido por uma ética Kantiana.. Se a sua vida depende do sacrifício da minha liberdade individual, e eu não quero sacrificar a minha liberdade individual, você perde” Vocês entendem? Se um sujeito quer ter a “liberdade individual” de te dar um tiro na nuca, e você – sabe-se lá por quê – queira viver, você perde. Se Adolf Hitler quer ter a “liberdade individual” de exterminar 6 milhões de judeus, mas os judeus – por algum motivo – queiram viver, os judeus perdem. Se uma mulher que engravidou por livre e espontânea vontade decidir que um filho no momento “sacrificaria sua liberdade individual”, mas a criança quer viver, a criança perde (e foi nesse sentido que ele usou sua “ética Kantiana” – numa palestra sobre aborto)

É por isso que os libertários acabam andando de mãos dadas com Socialistas e Comunistas, meus amigos. A liberdade TOTAL é Totalitarismo. Não há como fazer tudo o que se quer sem atropelar a liberdade alheia no meio do caminho. Para um Ministro dizer isso em público, ou ele é extremamente burro e não entende a implicação do que diz, ou é extremamente insolente e petulante; achando-se acima do bem e do mal. As duas opções são ruins para nós.

Parsonae non Gratae

Os progressistas se importam tanto com excluídos e marginalizados que preferem PAGAR por politicas abortistas a ter que conviver com eles. Sejamos francos: a quem interessa a descriminalização do aborto? Isto não passa de controle de natalidade entre os mais pobres. As mulheres que não têm o direito à vida como principio fundamental e que têm condições financeiras, sendo permitido ou não, já se submetem ao aborto. Quem não tinha acesso – ao meu ver, a esta que é uma pratica criminosa – eram as mulheres pobres; as que tem 7, 8 filhos. Esta campanha mundial pró aborto não tem nada a ver com a “saúde da mulher” ou com “liberdades individuais”; Pelo contrário, é mais uma aprovação de algo extremamente invasivo e nocivo à mulher (como são pilulas contraceptivas) e de mais um braço intervencionista do Estado, que poderá pagar pela morte de “personae non gratae” Feministas lutando pelo “Direito da Mulher”, Liberais lutando pela “Liberdade individual”; quão bobos são, meus amigos? O Estado ri deles…

Invasão planejada

Há muito denunciamos a invasão de povos africanos e do oriente médio na Europa; com a clara instrução de viverem de subsidios e terem o máximo de filhos o possível, de preferencia “inter-racial”, com mulheres locais. É uma invasão consentida pelos governos europeus mas não pela população, que assiste inerme antigos paraísos de ordem e prosperidade se tornarem um inferno caótico de conflitos importados.

Lendo estas denuncias, estes “avisos”, muitos brasileiros se perguntavam: “E o que eu tenho a ver com isso?” Bom, não tardou muito para experimentarmos nossa própria crise de imigração. Milhares de Venezuelanos entram no Brasil de forma ilegal, e como não bastasse todo o caos que uma imagração desordenada possa provocar (doenças, sobrecarga nos serviços publicos, etc., etc.), imigrantes estão sendo criminosamente instruídos por grupos de Esquerda a INVADIR propriedades de moradores locais; com garantias de que a Lei proibe a ação direta de policiais, e que o morador só poderá voltar à propria casa após um lento processo judicial.

Primeiro houve a militância jurídica, criando Leis que propiciem e garantam o sucesso de invasões. Depois, através de “grupos sociais” militantes, essa informação é passada e colocada em prática. Assim como na Europa, a população local é traída pelo próprio Governo, que facilita de todas as formas a destruição das fronteiras e alimentam o caos. Sob o pretexto de “contribuir” para uma crise humanitária, cria-se outra, e mais outra, e mais outra, de modo que terminamos como “refugiados” em nosso próprio país. Se você sair para trabalhar, voltar, e estiver alguém morando no seu lugar, não se espante, meu amigo… A Lei brasileira GARANTE que isso aconteça. E se alguém decidir que a sua casa tem um melhor “uso social” nas mãos do invasor do que nas suas, já era… Pode ir morar na sargeta.

Lute como uma garota

“Manuela D’Ávila abriu mão da candidatura à presidência por uma vitória. Diz que como vice do PT, terá mais chance de vencer” Assim não dá… Já há uma impressão entre os homens de que mulheres seriam interesseiras… Aí vem a líder feminista por excelência do nosso país, a que anda com camisas como “Lute como uma garota” e “nada a temer se não correr da luta”, e troca seus belos ideais por um cargo na chapa de que tem mais chance de vencer? É assim que garotas lutam, indo para o lado do mais forte? Será que os machistas têm razão e as mulheres são interesseiras? Não pode ser…