Curiosidade Cultural Miceliana

Curiosidade Cultural Miceliana:

Esta é a primeira notação musical completa de que se tem notícia em todo o mundo; a primeira melodia devidamente registrada juntamente com letra, que chegou até nós. Foi gravada no túmulo de uma senhorita por seu marido de nome Sícilo, por volta de 200 anos antes de Cristo, na Grécia Antiga. No epitáfio, está escrito:

“Εἰκὼν ἡ λίθος εἰμί. Τίθησί με Σείκιλος ἔνθα μνήμης ἀθανάτου σῆμα πολυχρόνιον.”
“Sou um túmulo, um ícone. Sícilo erigiu-me como símbolo de lembrança eterna.”

Isto, juntamente com a canção:

ὄσον ζῇς φαίνου·
μηδὲν ὅλως σὺ λυποῦ·
πρὸς ὀλίγον ἐστὶ τὸ ζῆν·
τὸ τέλος ὁ χρόνος ἀπαιτεῖ.

Resplandeças enquanto és vivo!
Não guardes ressentimento
Pois a vida ocupa um breve tempo
E todo tempo chega ao fim

Eternos e Universais II

信言不美,美言不信;
善者不辯,辯者不善;
知者不博,博者不知。
聖人不積,既以為人,己愈有;
既以與人,己愈多。
天之道,利而不害。
聖人之道,為而不爭。

Palavras confiáveis não são belas,
Palavras belas não são confiáveis.
Quem sabe não é abrangente,
Quem é abrangente não sabe.
Quem é bom não discute,
Quem discute não é bom.

O Homem Sábio não acumula;
Quanto mais faz para os homens, mais tem;
Quanto mais dá aos Homens, mais aumenta.
O Caminho dos Céus é favorecer e não prejudicar,
O Caminho do Homem Sagrado é fazer e não disputar.

Está aí um belo dito de Lao Tse. Eu já havia posto uma vez um dito do Nepalês Sidarta Gautama (Buda) traçando um paralelo com um dito de Jesus. Agora farei o mesmo entre o dito do Chinês Lao e do Nazareno famoso no Ocidente (Alias: – No Ocidente, no Oriente: – no Mundo)

– Sobre a cínica complacência –

Lao Tse: – “Palavras confiáveis não são belas, palavras belas não são confiáveis”
Jesus: – “Cuidado com os falsos ensinadores: – Eles vem a vocês vestidos de ovelhas mas por dentro são lobos devoradores”

– Sobre a necessidade de reconhecer o ensinamento excelente e não perder-se em mil e um assuntos triviais –

Lao Tse: – “Quem sabe não é abrangente. Quem é abrangente não sabe.”
Jesus: – “O Homem sábio é como um bom pescador, que lança sua rede ao mar, e a retira cheia de peixes. O bom pescador encontra entre eles um peixe grande e excelente, joga todos os peixes menores de volta ao mar, escolhendo o peixe grande sem dificuldade.”

– Sobre evitar querelas que, uma vez alimentadas, são infindáveis. –

Lao Tse: – “Quem é bom não discute. Quem discute não é bom.O Caminho do Homem Sagrado é fazer e não disputar.”
Jesus: –  “Se alguém quiser processar-te para tirar-lhe a túnica, deixa que leve também a capa. E se alguém te forçar a andar uma milha, vá com ele duas.”

– Sobre o Principio da igual medida e, consequentemente, da eficácia da generosidade –

Lao tse: – “O Homem Sábio não acumula. Quanto mais faz para os homens, mais tem; quanto mais dá aos Homens, mais aumenta. O Caminho dos Céus é favorecer e não prejudicar”

Jesus: – “Não julgueis para não serdes julgados. Não condeneis para não serdes condenados. Perdoai, e vos será perdoado. Dai, e vos será dado. Assim será derramada em vossas mãos uma boa medida: – Transbordante. Porque com a medida com que medirdes, sereis medidos também.”

Nota: Qualquer semelhança entre os ensinamentos do Nepalês Sidarta (ao qual aludi outrora), do Chinês Lao (ao qual aludo agora) e do Judeu Jesus (ao que aludo sempre e para sempre) não é mera coincidência.

Eternos e Universais

Estava eu lendo “Uma antologia do Canone Pali” e deparei-me com o seguinte ensinamento, atribuído a Siddhāttha Gotama (Buda);

Majjhima Nikaya 26

“Quando ainda era eu um não-desperto, estando eu próprio sujeito ao nascimento, envelhecimento, doença, morte, tristeza e impurezas, andava eu em busca do que estava igualmente sujeito ao nascimento, envelhecimento, doença, morte, tristeza e impurezas.

Então considerei o seguinte; ‘Por que, estando eu próprio sujeito ao nascimento, envelhecimento, doença, morte, tristeza e impurezas, estou a andar em busca do que também está sujeito a estas coisas?’

Suponha que eu, estando sujeito a estas coisas e nelas vendo um perigo, for em busca do não-nascido, do que é isento de envelhecimento e doença, da não-morte, do que é isento de tristeza e impurezas e da suprema cessação de todos os liames, isto é, da busca do que é o Nirvana?”

Logo ocorreu-me o patente paralelo com o ensinamento atribuído a Jesus Cristo no Evangelho de Mateus, Capitulo 6, versículos 19-21, que nos diz: –  “Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde os ladrões arrombam e furtam; mas ajuntai para vós tesouros nos céus, onde nem a traça, nem a ferrugem corroem e onde os ladrões não arrombam nem furtam; pois onde está o teu tesouro, aí também estará o teu coração”

Ensinamento também exposto no Evangelho de Lucas Capitulo 12, versículo 33: – “Fazei bolsas que não fiquem velhas, um tesouro inesgotável nos céus, onde o ladrão não chega nem a traça rói”

Dada a diferença de séculos entre os dois e os meios culturais totalmente distintos, há de se notar a verdade evidente: – Tratam-se de ensinamentos Eternos e Universais.