Obscurantismo medieval

“Venezuelanos correm e fazem filas de dobrar quarteirão para ganhar pão em Boa Vista” Adivinhem quem estava lá distribuindo pães, meus amigos? Grupos feministas? Não. Grupos LGBT? Não. Grupos progressistas? Não. Grupos libertários? Não. Quem, então, estava lá, na linha de frente, se preocupando DE FATO com os mais necessitados, sem fazer nenhuma propaganda ou receber nenhuma vantagem política? Isto mesmo: a boa e velha Igreja Católica. As “Irmãs Missionárias da Consolata”, pertencentes a uma congregação fundada pelo Padre Italiano José Allamano (sim, um branco europeu “opressor”), multiplicam os pães de um país pobre como o Brasil, alimentando também os irmãos venezuelanos. É o “corpo místico de cristo” trabalhando há dois mil anos pelos mais necessitados, e não simplesmente falando em ajudá-los com dinheiro público coletado compulsivamente. Mas é claro que toda essa história de caridade é “obscurantismo medieval”. Bom mesmo são as putarias hedonistas que se aprende na Educação contemporânea.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s