Lacração Global x Substância Nacional

É, meus amigos… Enquanto Donald J. Trump fez um discurso primoroso hoje na Assembleia Geral da ONU, CONTRA o Globalismo e a favor dos países soberanos; defendendo o respeito pela herança cultural e religiosa de cada povo, bem como sua liberdade de decidir seu próprio futuro, Michel Temer fez um discurso contrário: A FAVOR do Globalismo (que ele chama de “Ordem Internacional”) e CONTRA políticas que prezem pelo nacional (o que chamou de “isolacionismo”) Fez críticas veladas a Donald J. Trump por “protecionismo”, “intolerância”, “radicalismo”, e disse que o Brasil está uma maravilha, justamente por estar “de portas abertas para o mundo”, com uma “legislação moderna para imigração” (em que praticamente entra quem quiser) e que resolve todos os seus problemas na base do “diálogo”

Mas tudo começou com uma “lacração”, é claro. Enquanto Donald J. Trump dispensou um tratamento respeitoso a presidente da Assembleia Geral desconsiderando o seu sexo, tratando-a como uma IGUAL, como PESSOA, Michel temer fez questão de se dizer honrado por estar diante da “primeira mulher latino-americana a presidir um conselho” etc., etc. Todo aquele discurso lacrador de exaltação vitimista de “minorias” que nós já não aguentamos mais ouvir, dando até vontade de vomitar. Daí ele começou a desferir indiretas como uma moça… Criticava sem citar nomes, com o olhar furtivo, evitando encarar alguém. Enquanto Donald J. Trump era perfeitamente claro a quem dirigia suas criticas, citando nomes e olhando diretamente no olho de quem criticava (como por exemplo, para os representantes do Irã e da China) Temer usou de toda sua inconsistência e covardia para criticar os “intolerantes” como uma velha fofoqueira, evasivo e sórdido. Mesmo ao lado de uma das maiores crises humanitárias do mundo (a Venezuelana), Michel Temer tocou no assunto muito de passagem, sem fazer NENHUMA CRITICA direta ao Governo de Nicolas Maduro. Coube ao Presidente Donald J. Trump, lá do hemisfério norte, olhar para baixo e dizer claramente que se tratada de uma “DITADURA SOCIALISTA, que como qualquer outra experiência Socialista ou Comunista, LEVA SEUS POVOS À MISÉRIA”

Então, meus amigos, eu espero que vocês entendam: Michel Temer – e o Governo Brasileiro, em geral – resolve tudo no “diálogo” e na “tolerância”. Se você está desempregado e chegam contas para pagar, converse com seus credores. Se sai na rua e toma um tiro na nuca ao ter seu celular roubado, converse com o marginal. Se está na fila do SUS esperando um tratamento urgente contra o câncer e não tem vaga, converse com a sua doença. E se esse diálogo todo não funcionar, TOLERE estar num dos países mais fu@#dos do mundo, que é um buraco desprezível, e que só discursa na Assembleia Geral da ONU para mostrar o quão pequeno é, malgrado seu tamanho continental. Enquanto isso Donald J. Trump, com todo seu “isolacionismo”, “unilateralismo”, “fanatismo” e “intolerância”, bate recordes de empregabilidade, produtividade, prosperidade, reforça a segurança nacional, etc., etc. Mas quão malvado são os americanos… Quão malvado é Donald J. Trump! Ainda bem que somos bonzinhos… Os miseráveis mais bonzinhos do mundo!

(Demo Danado) – Nunca vi povo bonzinho ter mais de 60 mil homicídios por ano em tempos de “paz”. Just Saying…

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s