Um dentre muitos capítulos

Em pronunciamento recente – como não poderia deixar de ser – Nicolas Maduro atribuiu a grave crise Venezuelana à “guerra comercial” imposta por “imperialistas”, e ainda sim, disse que a situação “não está tão ruim”: que seu governo sofre uma “campanha difamatória midiática de cunho fascista”, e que só por isso o mundo inteiro tem essa imagem negativa de “crise humanitária”. Então, se você é Colombiano, Chileno, Equatoriano, Brasileiro, e vê dezenas de milhares de Venezuelanos chegando desesperados, mortos de fome no seu país, não se engane: são todos “figurantes” de “extrema-direita”.

Mas além desse discurso clássico Esquerdista, que é atribuir as próprias faltas a outrem, e inverter a causalidade dos fatos (não é o noticiário que gera a crise, é a crise que gera o noticiário), Maduro destrinchou abertamente sua miríade de acordos com a China. Assim como ocorre no Brasil, a China toma posse de tudo que há na Venezuela. E assim como ocorre no Brasil, o país é vendido aos Chineses, enquanto grita-se histericamente contra o “Imperialismo Americano”

Isso mostra apenas o seguinte: ao contrário do que dizem, não é a Economia, necessariamente, que dita os rumos de um país. TODAS as alianças Venezuelanas são ideológicas, e por ter adotado o comunismo como principio fundamental, seu principal parceiro comercial é a China comunista. O mesmo ocorreu no Brasil, com o país abandonando mercados tradicionalmente mais rentáveis para investir em ditaduras comunistas Africanas e Latino Americanas. Quantos de nossos milhões foram para Cuba, Nicarágua, Venezuela, e nunca mais voltaram? Essas decisões foram puramente econômicas, ou meramente ideológicas, por todos estarem alinhados com a mesma ideologia e compactuando do mesmo esquema de poder?

Portanto, meus amigos, aprendam: Economia é um capitulo importante, mas é apenas um capítulo. Há muitas outras formas de poder em jogo: poder militar, poder politico, poder cultural, etc., etc. Não pensem vocês que apenas “abrindo o mercado” ou “reduzindo impostos” tudo acabará bem, pois essa é apenas uma frente, das várias frentes que se tem de enfrentar. Nesse sentido, os ditos “liberais” têm muito a aprender.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s