Alienação paternal

Eu não entendo. Quando um sujeito (General Mourão) diz publicamente que filhos criados sem o pai tem maior probabilidade de serem cooptados pelo crime ou ao menos enfrentar problemas de cunho emocional/psicológico, há todo um horror e desespero. Mas na hora de militar junto à justiça para que um Pai divorciado pague “danos morais” por “abandono afetivo parental”, aí sim, diz-se que crescer longe do Pai é gravíssimo para a vida do filho, e que o prejuízo deva ser pago com uma grande quantia em dinheiro, é claro. Parece-me ÓBVIO que um filho que cresça sem a referência de um Pai cresce perdendo muita coisa. Com sorte, tendo um bom padrasto, a lacuna é de algum modo suprida. Mas infelizmente estatísticas mostram que a maior parte de abusos (sejam físicos ou emocionais) em âmbito familiar são cometidos por padrastos ou madrastas; muito – acreditem se quiserem – por ciúme doentio do “ex” do cônjuge. Então, é patente que uma família dilacerada NÃO É O IDEAL. Se uma pessoa cresceu criada apenas pela mãe e pela avó e ainda sim teve uma bela educação, conseguindo suplantar todas as dificuldades; ótimo. Há de se ter gratidão à figura materna que de algum modo se desdobrou. Mas daí a negar que inclusive sua mãe preferiria ter um Homem ao lado dela para apoia-la e ajuda-la no processo de educação, é no minimo, negar o óbvio. Eu, como filho e pai, digo que há demandas afetivas e psicológicas que SOMENTE A MÃE pode dar a uma criança. De igual modo, há demandas afetivas e psicológicas que SOMENTE O PAI pode dar a uma criança. Há, SIM, diferenças muito grandes no relacionamento entre um filho e um pai e um filho e uma mãe; ambos importantes, ambos COMPLEMENTARES. Você pode ter orgulho de ter sido criado por uma mãe solteira sem ficar cego para o fato de que um Pai presente seria melhor para você, para ela, e principalmente para ele mesmo.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s