Peoplekind

Meus amigos… Quando dizem que muitos pensam que “feminicídio” é o correspondente de “homicídio”, só que para mulheres, nós pensamos ser absurdo demais. “Uma pessoa não pode ser tão burra assim”, consideramos. E talvez, com alguma razão… PORÉM, vejam o caso do – nada mais, nada menos – PRIMEIRO MINISTRO DO CANADÁ; Justin Trudeau. Uma jovem fez uma pergunta ao primeiro ministro usando o termo “mankind”, que em inglês significa “Humanidade”, ou “Os Homens”, no geral. Antes de responder à pergunta, o primeiro ministro tratou de corrigir rapidamente a donzela: – “Você deveria substituir o termo ‘MANKIND’ por ‘PEOPLEKIND’ – é mais inclusivo” E então a plateia explodiu. Houve rugidos, espasmos musculares e salivação excessiva por toda parte.

Mas aí eu não sei se vocês entendem… Este não é um militante retardado daqueles que vemos em grupos universitários ou em páginas de redes sociais. É O PRIMEIRO MINISTRO DO CANADÁ (que para completar o absurdo, é “EDUCADOR”, além de politico) Ele fala esta asneira sem tamanho, demonstrando completo desconhecimento da própria Língua e um tanto de malícia militante. Quando atacamos ideologias histéricas como feminismo e a “igualdade de gênero”, não estamos nos referindo a “desvios de pequenos grupos radicais”, mas sim aos que carregam a bandeira desses movimentos nos mais altos cargos. Justin disse em público algo que não diríamos nem de brincadeira (até para ser ridículo é preciso alguma inteligência) Mas agora você já sabe: ao se referir à Humanidade, não diga apenas “Os Homens”. Diga “Pessoas”, como ensinou Trudeau – é mais “inclusivo” e “não sexista” De preferência, contemple todos os elementos do grupo “Humanidade”: Os homens, as mulheres, os idosos, as crianças, os TRANS, os altos, os baixos, os gordos, os magros, os binários, os não binários” etc. etc. Se você ainda lembrar do que iria dizer após todo este “pequeno” introito, parabéns! Você está aprovado na escola de ineptos do excelentíssimo senhor primeiro ministro.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s