La chaîne éternelle

Lendo “As contemplações” de Victor Hugo, encontrei a frase ideal para o meu epitáfio: “J’ai porté mon chaîmon de la chaîne éternelle” Em tradução livre: “Eu carreguei meu elo da corrente Eterna” Que imagem poética, meus amigos… Isso é que é escritor!

(Demo Danado) – É por essas e outras que você se autodenominar “escritor” é um ato temerário…

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s