Marketing da pobreza

“Crise em Cuba pode ter diminuído diabetes e doenças cardiacas. População perdeu peso ao comer menos e ao andar mais a pé, o que gerou uma melhora de saúde” É, meus amigos… Já disse aqui mais de uma vez que essa mentalidade que estão tentando incutir-nos, de que “menos é mais”, de que você deve “aprender a viver com menos”, “com pouco”, “sem regalias”, “ao natural”, nada mais é que a POBREZA sendo vendida como boa, sob pretextos “cientificos”, que nada mais são que mera propaganda e lavagem cerebral. Chegamos ao CÚMULO desta pesquisa “científica”, produzida pelo “Briish Medical Journal” (e publicada com prazer pelo jornal O Globo) sugerir que a crise humanitária cubana provocou uma diminuição de “doenças associadas ao sedentarismo e a obesidade, como diabetes e problemas do coração” Quão bom é passar fome! Quão bom é ter uma morte precoce por uma doença esdrúxula e não chegar na idade de ter diabetes, infarto e AVC! Quão boa é a saúde na ilha caribenha, onde as pessoas são magérrimas, anêmicas, “saudáveis” por caminhar quilômetros o dia todo! Eu diria que este tipo de propaganda e manipulação só funcionaria com retardados mentais… Mas aparentemente o mundo inteiro é retardado mental.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s