Prioridades da câmara alta

Então você sai na rua e leva uma facada na bacia por não conseguir desbloquear o celular ao ser assaltado. Chega ao UPA e não tem atendimento. Morre. Entra para a estatitica dos 60.000 defuntos anuais que o Brasil fabrica com a criminalidade. Seus parentes não têm dinheiro para te enterrar por conta da “pior crise econômica de todos os tempos no país” Você termina em uma vala comum, como Mozart (sem ser um Mozart, o que é pior)

Com todo este cenário periclitantemente trágico, o Senado Federal deve estar se debruçando firmemente sobre questões de segurança publica, Saúde Publica e Economia, certo? ERRADO. A instituição acaba de nos ensinar que “a discriminação pode estar nas palavras”, e salienta, à guisa de exemplo, que não se deve ser falar “o travesti”, mas “a travesti”, pois “a pessoa tem identidade de gênero feminino”. Ensina também que não deve se dizer “mudança de sexo”, mas sim “readequação de gênero”, por não se tratar de “uma simples decisão de vontade”, mas sim “desacordo biológico” Enfim, o Senado Federal está atento às nossas prioridades, ou não está?

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s