Uniões estéreis

“União poliafetiva: Comissão Nacional de justiça julga casamento entre mais de duas pessoas” Você ouve por aí que o casamento é uma “instituição falida”, “fracassada” e “démodé”, e não entende por que homossexuais e entusiastas do poliamor fazem tanta questão de casar. Explico. O que está “fora de moda” é o casamento que dá frutos, que gera vida, que passa a genética e o nome da sua família adiante; o seguimento da sua propriedade através da herança, etc., etc. Enfim, tudo que mantenha o seu nome, o seu sangue e o seu patrimônio está “fora de moda” e é “coisa do passado” Mas casamentos estéreis como o homossexual, ou os que dilapidarão sua herança como o poligâmico, aí pode. Se você quiser casar com uma cadeira, uma arara, ou um chimpanzé, não faltarão entusiastas com as teorias mais absurdas te incentivando a fazer isso. Mas se é homem e quer casar com uma mulher, ou é mulher e quer casar com um homem, bem, aí está na hora de rever seus conceitos. Segundo o novo cânone do relacionamento humano, você está ultrapassado.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s