Pirulito na testa

As “jovens ativistas” do momento nos Estados Unidos da América, à frente da militância pelo “desarmamento da sociedade americana”, são as senhoritas Emma Gonzalez e Naomi Wadler. Elas dizem que “são o futuro”, “trabalham por conscientização” e que “vieram para mudar”. A curiosidade é que ambas vieram do que os americanos chamariam (muito justamente) de “shitholes” A primeira, de Cuba. A segunda, da Etiópia. E aí eu não sei se você entendem…

Tanto os pais de Emma quanto os de Naomi fugiram do buraco em que viviam, onde não havia segurança nem oportunidades, para buscar o “sonho americano”. Chegando nos EUA, não só tiveram acesso à boa vida, boa educação, boa formação, como chegaram até ao exercício máximo da cidadania, que é o pleno gozo do Direito Político, a liberdade de expressão, o verdadeiro poder de influenciar a sociedade em que vivem, etc., etc. E daí, chegaram a qual conclusão? Que os pais delas fizeram muito bem em sair dos buracos onde viviam, que o lugar que as recebeu é muito melhor, próspero, digno, que deu a elas tudo que não poderiam ter se tivessem ficado em seus países de origem – enfim, a palavra de ordem seria GRATIDÃO? Não. Elas vieram “para mudar”; não os países subdesenvolvidos e miseráveis de onde vieram, mas o país de ponta da dignidade humana que as acolheu.

Só eu acho que há algo de muito estranho nisso? Por que Emma Gonzalez não é ativista em Cuba? Por que Naomi Wadler não é ativista na Etiópia? Será que é porque estariam muito ocupadas batalhando por um prato de comida? Será que é porque sofreriam perseguição politica ao invés de gozarem de liberdade de expressão? Não sei… Ademais, é bom que se diga uma coisa: Emma tem apenas 18 anos. Naomi – pasmem – ONZE. O que uma garota de dezoito anos sabe sobre a vida e sobre o mundo? O que uma garota de ONZE anos sabe sobre a vida e sobre o mundo? Com onze anos de idade, eu estava lambendo pirulito e grudando na testa…

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s