Decantação do conhecimento

Quando René Descartes disse que “o amor pela verdade é a principal causa para que se perca a cabeça”, muita gente entendeu mal. Mas o fato é que vejo isso o tempo todo. Pessoas consumidas pela indignação passando do ponto, ou fazendo mal a si mesmas, dados os niveis de estresse e ansiedade. Quando você possui um conhecimento que transborda; que precisa ser vociferado o tempo todo, é porque este conhecimento ainda não assentou; você não o possui; ele possui você. É somente quando se tem total controle sobre as emoções que este conhecimento evoca, quando se sabe o tempo certo dele vir à tona – pois não há palavra certa no tempo errado -, é que se pode dizer com propriedade que detém-se tal ou qual conhecimento. Diz o ditado popular que carroças vazias são as mais barulhentas… Portanto, trate primeiro de preencher a si mesmo, deixe o conteúdo assentar, e só então, no momento adequado, quando convier, pronuncie-se.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s