A via individual

Não entendo o pessoal que reclama que não há vida fora do Governo; que todos os artistas, jornalistas, pensadores, ativistas, etc., etc. estão a serviço da ideologia dominante, e que não há espaço para o contraditório. Isto porque dizem isso, e no instante seguinte RECLAMAM quando um sujeito idependente convida a iniciativa privada para participar do seu trabalho. É bom que se entenda: Iniciativa privada não diz respeito apenas a grandes empresas privadas, mas sim e principalmente ao INDIVÍDUO; à iniciativa individual. Estes “Crowdfunding” que o pessoal que produz conteúdo têm tentado fazer no Brasil é o modelo padrão e consagrado nos Estados Unidos da América. E é justamente por essa mobilização dos indivíduos na AMérica que há outros meios de arte, cultura e informação que não o “Mainstream” do qual tantos reclamam. Esta é a tal “iniciativa privada” da qual tão comumente falamos, mas tão poucos de nós entendemos. Para a maioria, “iniciativa privada” é sempre a inciativa do outro; sempre alguém irá aparecer, sempre alguém fará por nós. O asssistencialismo é tão arraigado que esperamos algum outro fazer acontecer.

Felizmente (ou infelizmente) não sou ambicioso, e não preciso viver do que escrevo. Mas que é ridiculo ver pessoas de uma imbecilidade ABISSAL ganhando milhares de reais (só por cumprir a cartilha) enquanto sujeitos realmente talentosos não ganham NADA PELO QUE FAZEM, e ainda são chamados de “mercenários” ou “vagabundos” quando tentam fazer algo idependente ao largo do Governo, isto é. Muita gente boa na internet se anima quando seu material é bem recebido, e ao tentar dar o salto profissional da única forma possível – contando com aqueles que consomem o que ele faz -, logo recebe um destes rotulos infames. É justamente por falta de incentivo – ou melhor, de estrutura básica mesmo – que muita gente boa “se vende” E podem objetar: “Se fossem boas, não teriam se vendido” É facil dizer isso quando se está com todas as contas pagas e dinheiro sobrando…

Para os que se perguntam por que 99% dos artistas são de Esquerda, a resposta é muito simples: Para compor uma música – além do talento natural – o trabalho é enorme (não fosse, qualquer um faria) Para fazer um filme – além do talento natural – o trabalho é enorme (não fosse, qualquer um faria) Para ser um bom escritor – além do talento natural – o trabalho é enorme (não fosse, qualquer um seria) Os Esquerdos sabem disso, os Esrquerdos valorizam isso, os Esquerdos pagam por isso. A sensação que dá é que os consevadores só consideram três profissões: Medicina, Engenharia e Advocacia. Tudo o mais é “vagabundagem” Não é a toa que estão ilhados num mar vermelho… neste sentido, o conceito de “alienação” está completamente certo.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s