O novo proletariado

Quando você vê o “simples” roubo sendo substituído por latrocínio gratuito na notável explosão de criminalidade após a queda do governo comuno-petista, é bom que se lembre da seguinte frase dita por um de seus militantes: “A revolução está chegando… e se dará através da explosão da criminalidade. Será uma revolução de guerrilha. A justiça será feita nos semáforos, em cada esquina” Quem acompanha o movimento socialista sabe que o “proletário” já não é mais a “força revolucionária” em questão: eles estão satisfeitos demais com seus salários, com uma casa ainda que humilde, uma TV, um celular, etc., etc. Enfim, não têm “sangue nos olhos” para matar ninguém. A nova “força revolucionária” – chegaram à conclusão – são os marginais, bandidos e traficantes. E aí seria bom lembrar do treinamento que guerrilhas comunistas deram a bandidos comuns presos na Ilha Grande, Rio de Janeiro, nos idos anos 70. O crime organizado, meus amigos, não se auto-organizou sozinho. E quando você estuda a história do comunismo na America Latina, você estuda a história do tráfico de drogas organizado na América Latina.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s