Emulação patética

Assistindo ao “Ato pela democracia e pelo direito de Lula ser candidato”, levado a cabo por “artistas e intelectuais” neste exato momento, no Rio de Janeiro, noto o quanto o coordenador do Movimento dos trabalhadores e sem teto (MTST), Guilherme Boulos, se esforça para emular o ex-presidente Luís Inácio. O mesmo corte de cabelo, a mesma barba, a mesma barriga saliente, o mesmo gestual, a mesma impostação de voz, as mesmas pausas… Até a mesma língua presa ele tratou de providenciar (isto ainda não está 100%) Qualquer dia ele aparece com um dedo mindinho a menos…

Nota: A quantidade de atores figurões da Rede Globo no evento é notável. Um deles, Osmar Prado, está chorando ridiculamente ao microfone neste momento… Contando-nos de quando visitou o memorial CHE GUEVARA, seus ideais revolucionários latino americanos, etc., etc.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s