O espírito do tempo

Geralmente me pedem para fazer “reviews” de livros ou artigos que alguém escreveu. Vez ou outra, surge algo mais “popular” como um filme ou uma mini-série, ou até mesmo um clipe musical. Por exemplo, nesses dias, eis que surge a demanda:

– Miceli, você viu o novo clip que a Anitta lançou na televisão?
– Não.
– Vai ver?
– Não.
– Mas eu queria saber o que você acha… não pode ver?
– Não estava nos meus planos…
– Bom, eu contribuo p’r’o seu site e digo que é melhor você ver e me falar o que acha depois.
– Ok.

Respondendo à pergunta – feita de modo muito respeitoso e cândido por parte do leitor – se a função da arte é apontar para o belo, para uma excelência estética, ou até mesmo para o transcendental, o novo e “badaladíssimo” clipe da cantora Anitta, “Vai Malandra”, falhou. Mas se a função é simplesmente registrar “o espírito do tempo” tal como ele é, bom, aí eu devo dizer que está acuradíssimo. Infelizmente, o Rio de Janeiro está EXATAMENTE ASSIM.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s