Poliamor, promiscuidade e prostituição

“Poliamor” é o novo nome politicamente correto para a má e velha promiscuidade. E ainda estão dizendo por aí que o Homem que resistir a esta ideia – a de que sua mulher deitará com um sem número de outros homens com o seu consentimento – é na verdade um “Machista” e “Misógino” que não entende a necessidade do “amor livre” por parte do sua parceira. O feminismo contribuiu tanto para “valorização” da mulher que hoje em dia até a prostituição é de graça.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s