Quando perguntar oprime

Taís Araújo disse ter entrado em parafuso ao saber que teria uma filha mulher e negra. Segundo ela, no Brasil, uma mulher negra não tem a menor possibilidade de ser bem-sucedida (exceto ela mesma, é claro) Lamentavelmente nenhum homem branco da plateia perguntou: “Senhora Taís, se a mulher negra é tão perseguida na nossa sociedade, por que você está em cima do palco com um microfone na mão e eu estou sentado na audiência te ouvindo?” É claro que a resposta seria esgares de horror, acusações de nazismo, e o temor pela volta da ditadura militar…

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s