Manual de jornalismo

Como ser um bom correspondente internacional; aula de jornalismo com Guga Chacra:

– Escolha um cognome (e tenha um sobrenome) escroto.
– Tenha a aparência de um ex-surfista levemente transtornado.
– Difame países não globalistas/esquerdistas com inversões cínicas e criminosas, como por exemplo acusando de nazista um dos países que mais sofreram com o nazismo (vide Polônia, que teve sua comemoração pela independência veiculada como “manifestação nazista da supremacia branca”)
– Ao ser desmentido pela cônsul do país que difamou, bloqueie-a em todas as redes sociais num ato covarde de fuga. Por fim, faça-se de vitima.

Seguindo as orientações acima, você conseguirá um emprego na maior emissora de televisão do país, conquistará prêmios ornamentosos de jornalismo, e mesmo tendo suas noticias constantemente desmentidas por órgãos oficiais, jamais será demitido por sua notória incompetência e má fé.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s