Do muito extrai-se pouco

De um livro de quinhentas páginas, guarda-se dez palavras. De uma relação de muitos anos, guarda-se um punhado de momentos. De cem pessoas conhecidas, uma entra na sua vida e faz parte dela. É preciso viver muito, não que quantidade seja qualidade, mas pela qualidade ser percentualmente baixa.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s