Ressignificação criminosa

Esquerdos, quando querem defender alguma absurdidade, falam em “ressignificar” “É preciso ressignificar a relação que nós temos com nosso próprio corpo”, disseram os entusiastas da exposição de pedofilia, poucos dias atrás, por exemplo. Aí eu fico pensando… e se um abusador de mulheres em transporte público, pego em flagrante, dissesse: “É preciso ressignificar o ato da encoxada” E continuasse: “É um modo de cumprimento carinhoso; impessoal e ao mesmo tempo íntimo; é o dividir o mesmo espaço público de forma amorosa, é quebrar a rotina fria com um ato de carinho”, etc. etc. Se esta moda pega – e está pegando – todo criminoso irá “ressignificar” seu crime ao gosto de sua própria visão depravada de mundo.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s