Prerrogativas do Estado Laico

A mais longínqua suspeita de que um padre tenha cometido ato de pedofilia, mesmo que não tenha havido processo, provas ou condenação, já gera por parte da grande mídia e dos “protetores das crianças” toda uma comoção geral e um pedido indignado pela cabeça do acusado, pela retratação pública da instituição (Igreja) – o diabo. Por outro lado, quando há provas MATERIAIS E CABAIS de atos de pedofilia públicos – testemunhos, fotos, videos, imagens – com o detalhe sórdido de serem financiados com dinheiro público, o Estado Laico não é responsável no mais mínimo que seja, a pedofilia é relativizada como “Arte a ser apreciada”, e na pior da hipóteses, como um “mero distúrbio psicológico que deve ser compreendido não como crime, mas como um grito de socorro” O Leviatã – o Estado Todo Poderoso – pode tudo, meus amigos… Inclusive incorrer em crimes ferindo sua própria Constituição.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s