Fingimento ululante

Bene Barbosa expôs a contradição ululante de Luciano Hulk clamar pelo desarmamento no instante mesmo em que contrata um punhado de seguranças armados para garantir sua integridade pessoal. Ora, o que esperar de um “judeu” que lança barquinhos de Iemanjá para “boa sorte” no ano novo, em plena rede nacional? É obvio que não se trata apenas de uma contradição por desatenção. É fingimento puro e simples mesmo.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s