Extermínio silencioso

Quem lembra de Hillary Clinton, a “super-mulher que luta pela tolerância e igualdade”, elogiando efusivamente Margareth Sanger? “Admiro sua coragem, tenacidade e, acima de tudo, sua visão” Agora vamos ao que Margareth Sanger dizia: “Eslavos, latinos, Judeus e negros são ervas daninhas; um peso morto para a Humanidade” E quem é Margareth Sanger, meu amigos? Trata-se da fundadora da Planned Parenthood, uma empresa que “auxilia mulheres em sua saúde reprodutiva” Em outras palavras: uma imensa rede de clinicas de aborto.

O aborto é um metodo eficaz de extermínio silencioso, e quando alguém defende a liberação do aborto, inclusive financiado pelo Estado, esta advogando pelo extermínio de milhares de vidas pago com dinheiro público. E adivinhem só: com este serviço sendo público, gratuito, e até mesmo “banalizado”, quais serão as “classes” mais afetadas? Quando um político brasileiro, por exemplo, diz que “a mulher negra e pobre tem o direito de abortar”, está dizendo com palavras cínicas que a mulher negra e pobre tem o direito de matar seus proprios filhos, promovendo assim um decréscimo demográfico da sua própria etnia. Ou seja, um auto-extermínio travestido de Direito. Foi-se o tempo em que exterminar povos inteiros exigia o cano de uma arma. Agora é só dizer o seguinte: “Você é livre para fazer o que quiser, inclusive se matar, e veja que legal: é de graça!”

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s