Estatização da liberdade

“Deputados do Rio de Janeiro aprovam projeto que prevê multa a quem for flagrado com Arma Branca; Classifica-se como Arma Branca todo e qualquer objeto cortante que tenha lâmina superior a dez centímetros de comprimento.”

– Jornal O Globo, 10/06/2015

Vejam bem: – O criminoso é, por definição, um transgressor da Lei. Ele não respeita a Lei que criminaliza o homicídio. Não respeita a Lei que criminaliza o roubo. Não respeita a Lei que criminaliza o porte de Armas de Fogo, e não respeitará a Lei que criminaliza o porte de Armas Brancas. A Lei só se fará pesar sobre o cidadão de bem que a respeita (e que, por sua vez, não precisa dela).

Em breve teremos que ter a autorização do Estado para por o pé sobre a calçada, para fora do portão. Enquanto isso, os transgressores passearão livres, tendo todas as liberdades que nós perdemos. Os maiores males do mundo, cuidadosamente arquitetados, vêm travestidos de boas intenções. É como diz o Adágio: – “A droga amarga engole-se com açúcar”.

Publicado por

O Lenho Verde

"Aquele que fala por si mesmo está buscando o seu próprio prestígio. Mas quem busca o prestígio daquele que o enviou é verdadeiro, e nele não há falsidade."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s